Herdeiros segundo a promessa

(Gl.3:26 – 4:7)

Texto base: (Gálatas 3:29) - E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.

Introdução: Ao recebermos Jesus em nossa vida passamos a integrar o Seu reino. Por que Jesus tem um reino. E a palavra declara que Jesus é rei dos reis e senhor dos senhores (Ap.19:16), o ladrão que estava sendo crucificado ao lado de Jesus reconheceu que ele era rei declarando: “Lembra de mim quando entrares no teu reino” (Lc.23:42), então desta forma integramos o reino de Deus e passamos a posição de herdeiros segundo a promessa.

Mas o que diz a promessa? A promessa é o resultado da aliança que Deus firmou com Abraão devido a sua plena confiança em Deus, e nos conduz para uma vida totalmente cuidada por Deus em todos os aspectos de nossas necessidades. Em Mt. 6:33 exemplifica com muita propriedade o resultado da promessa, ou seja, a nossa responsabilidade na aliança é colocar o reino em primeiro lugar e as demais coisas serão dadas, porque estas coisas também dizem respeito à herança.

Somente os filhos têm direito a herança.

(vs 26-28)

A palavra é muito clara quando declara que filho é somente aquele que foi gerado mediante a fé em Cristo Jesus, pois se revestiram de Cristo, em Cristo foram batizados.

Uma das atitudes que devemos demonstrar em relação ao reino de Deus é a nossa confissão publica de fé através do batismo, pois o batismo é a nossa parte na aliança, pois uma aliança, ou um pacto só tem valor quando é assumido pelas duas partes.

Quando caminho compreendendo minha responsabilidade na aliança, logo sou de Cristo e por direito herdeiro segundo a promessa.

Para herdarmos a promessas é preciso mudar a mentalidade de escravo.

(vs4: 1-5)

Muitas pessoas vivem uma vida totalmente desprovida do cuidado de Deus por que tem uma mentalidade de escravo. O exemplo disto é o irmão do filho o prodigo (Lc. 15).

Jamais poderemos usufruir da herança quando existem tutores sobre a nossa vida, ou seja, é como se fossemos menores de idade e incapazes de administrar a herança, embora sendo donos de tudo.

Paulo declara como os tutores os princípios elementares deste mundo, que em outras traduções é rudimentos e podemos definir esta palavra como uma ação maligna através das filosofias e tradições mantendo a mente da pessoa escrava de ritos.

Jesus é o único que nos redime da escravidão e nos elege a posição de filhos.

(vs 4-5)

Somos escravos daquilo que nos domina, se sou escravo do pecado e estou debaixo da tutela do pecado que me impede  de tomar posse da herança.

Mas Jesus veio em forma de pecado para assumir minha condição de pecador e me redimir, ou seja, me resgatar da posição de escravo para ser adotado como filho legítimo do pai.

 

Pelo Espírito somos convencidos de nossa adoção.

(vs 6-7)

(Efésios 1:13) –“fostes selados com o Espírito Santo da promessa”.

O Espírito Santo em nossa vida é o que gera a nossa comunhão com o Pai, pois o Espírito Santo é o presente de Deus para nós. E ele só pode se revelar em nós se ele tiver liberdade.

É pelo Espírito Santo, que clama em nós Aba, Pai, revela-nos nossa dependência, nossa carência de um pai e somos convencidos que precisamos de Deus e que somos seus filhos.

 

Conclusão: O Desejo de Deus é ver os seus filhos caminhando em harmonia com a sua vontade, e quando olhamos para a vontade de Deus na sua palavra descobrimos que ela é perfeita, boa e agradável. Quem sabe você ainda não é um filho, quem sabe você não consegue enxergar Deus como pai, Quem sabe é um filho distante da herança, quem sabe você ainda não se convenceu que é filho de Deus.

(Atos 2:39) - Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar.

 

José Carlos, pr