Consolidando uma liderança de propósito

  • PDF

(Rute 1:1-17)

A consolidação é a chave para o crescimento de uma igreja, pois é através da consolidação que firmamos as pessoas no corpo de Cristo, fazendo-as parte de um ministério identificado com o chamado que cada pessoa tem.

Ganhar almas não é um chamado exclusivo de alguns, ganhar é para todos. Cada um com sua característica própria levando as pessoas a reconhecerem a necessidade de Deus, mas ela só será efetiva no ganhar se ela estiver consolidada no corpo de Cristo, sendo então um membro efetivo com funções definidas, assim como os membros do nosso corpo que tem funções específicas e definidas. “Alguém já coçou a cabeça com o pé? pois é”.

Quando estamos em níveis de liderança avançada, somos responsáveis por consolidar uma nova geração de lideres inserindo-as no corpo de Cristo identificando-as com o chamado que ela tem para que ela possa ser desenvolvida no corpo e assim desenvolver seu ministério e assim crescer em funcionalidade no corpo. Desta forma a pessoa vai se consolidando no corpo de Cristo, pois ela é parte (membro) funcional do corpo.

Não existe membro sem função.

Célula não é  o corpo. Corpo é a junção das células.

Vamos tomar como exemplo a vida de Rute, que caminhou com Noemi, demonstrando um forte vínculo com sua sogra de tal forma, que decidiu seguir Noemi por onde ela fosse demonstrando assim uma consolidação de propósitos.

Como igreja temos uma visão, propósitos e objetivos a serem atingidos, bem como o envolvimento de todos os membros no corpo, para que o corpo de mova na direção destes propósitos e só poderemos avançar se estivermos alinhados nos mesmos objetivos, assim como Rute que decidiu, voluntariamente andar com Noemi.

  1. 1. Consolidação se da por um forte vinculo entre ambas as partes, é uma aliança de propósito, de interesse comum, ambos precisam caminhar na mesma direção, mesmo que as circunstâncias mudem permanecer nos mesmos objetivos. (Rt. 1:16 - Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus;). Tanto Noemi como Rute estavam vivendo circunstâncias indesejáveis, ambas estavam viúvas, não era algo que elas esperavam, mas mesmo diante desta circunstancia os objetivos de Rute era comum aos de Noemí.

  1. 2. Jamais você formará um líder obrigando-o as caminhar contigo, isto deve ser um ato voluntário, não só de obediência, mas de gostar de estar perto, de seguir com prazer. (Rt. 1:12 - Voltai, filhas minhas, ide-vos embora, que já mui velha sou para ter marido; ainda quando eu dissesse: Tenho esperança, ou ainda que esta noite tivesse marido e ainda tivesse filhos). Temos que estar disposto a abrir mão das pessoas para que elas cresçam. Abrir mão das pessoas não significa que elas te deixarão (a não ser que elas já estejam em objetivos opostos), mas pelo contrário, elas demonstrarão de que estão ligadas a você independente de qualquer circunstância, como Rute fez com Noemi. Embora Noemi estivesse abrindo mão de suas noras, uma delas Rute, estava disposta a permanecer com Noemi.

  1. 3. Caminhar com pessoas que querem caminhar conosco tornam o caminhar leve, na posição que estamos todos temos que caminhar para a mesma direção – no aniversário de 8 anos da igreja a Leonise fez a ilustração de um trem, o trem da Comunidade Semear, é  e bem desta forma que devemos nos mover – abaixo publicarei a ilustração. (Rt. 1. 14-15 - Então levantaram a sua voz, e tornaram a chorar; e Orfa beijou a sua sogra, porém Rute se apegou a ela. Por isso disse Noemi: Eis que voltou tua cunhada ao seu povo e aos seus deuses; volta tu também após tua cunhada). Não é fácil despedirmos de pessoas que aprendemos a caminhar juntos, mas se elas não estão no mesmo objetivo, apegadas a nós em qualquer circunstancia, não da para caminhar juntos. Já experimentei isto em minha vida, não é uma coisa fácil e simples de fazer, mas quando o propósito fala mais alto, entendemos o recado e diante disto Deus nos surpreende, porque quando semeamos (abrimos mão) colheremos e é assim que tem acontecido comigo.

  1. 4. Só conseguiremos formar pessoas que estiverem dispostos a morrerem conosco pela mesma causa, no caso de Rute, ela estabeleceu a morte como a única forma de deixar sua sogra Noemi (Rt. 1:17 - Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o Senhor, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti). Esta deve ser a mentalidade de um discípulo em formação, estar disposto a morrer pela causa do mestre, nosso mestre é Jesus, mas um pastor ou um líder estão na causa de Jesus e desejam que seus discípulos caminhem nesta causa, assim com um líder está disposto a morrer pela causa de Cristo, espera-se que um (seu) discípulo esteja disposto a morrer também. Isto são interesses comuns.

A lealdade e a honra praticada por Rute a Noemi lhe resultou ser aceita, mesmo sendo uma estrangeira, foi recebida como uma israelita, sendo ela a bis avó de Davi. Quanta honra para Rute, ser dela a linhagem que estabeleceu o maior rei que Israel já teve, o maior conquistador e o maior adorador.

A igreja é um corpo e movimento através dos seus membros que devem estar inseridos em atividades e treinamentos para que possam avançar no propósito de Deus, é quando estão ligados a outros membros que podem funcionar bem, do contrario são apenas um acessório.

A lealdade e a honra de um discípulo (membro) se veem pelo seu envolvimento no corpo.

José Carlos,